Crônicas

TRÊS TRISTES PERDAS

     A literatura perdeu, nos últimos dias, três figuras de notável projeção na galeria dos grandes autores: Rubem Fonseca, Luís Alfredo Garcia-Roza e o escritor chileno Luís Sepúlveda....Saiba mais

  • Compartilhar:

A PESTE NA ILHA DO MARANHÃO

     Em recente crônica sobre a Covid-19, tive a oportunidade de lembrar  duas obras da literatura universal que abordam temas pertinentes à tragédia que estamos vivendo: A peste, de Albert Camus; e Ensaio sobre a cegueira, de José...Saiba mais

  • Compartilhar:

O HOMO DEUS ENVERGONHADO

     De tanto se falar em distopia, nos últimos anos, acabamos atirados numa aldeia global distópica, perplexos como tudo aconteceu tão rápido e ameaçador.      Para os fundamentalistas cristãos, a...Saiba mais

  • Compartilhar:

O SILÊNCIO

     O italiano Domenico de Masi alertou, em seu livro O ócio criativo, sobre a necessidade de vivermos momentos de ociosidade para desfrutar da vida em sua inteireza. Para um desempregado, essa proposta seria um acinte.      Suas...Saiba mais

  • Compartilhar:

SOBRE O JUIZ DAS GARANTIAS

     Havia prometido a Carlos Nina que falaria sobre Os dois papas, filme que despertou muitos aplausos e comentários, tanto que foi indicado para o Oscar. Mas, aconteceu a chegada dessa novidade e a lógica jornalística foi mais forte do que a promessa...Saiba mais

  • Compartilhar:

VIEIRA E O ROMANCE DE RONALDO

     O escritor Ronaldo Costa Fernandes, nosso confrade na Academia Maranhense de Letras, está vivendo um período de elevada criatividade, com sucessivos lançamentos de livros, nas categorias de ensaios, poesias e...Saiba mais

  • Compartilhar:

A NOVA FACE DAS CAMPANHAS ELEITORAIS

     A antecipação das campanhas eleitorais não é novidade. Ocorre em todas as eleições. Um ano antes, já estão nas ruas, e os candidatos começam a pôr as cabeças de fora. A própria...Saiba mais

  • Compartilhar:

PARA ONDE VÃO OS DESEMPREGADOS?

     A matemática e a estatística têm sido aliados dos estudos sociais por alertarem para situações nem sempre percebidas pela sociedade e pelos governantes. Nenhum gestor responsável, hoje, pode ignorar a avaliação dos...Saiba mais

  • Compartilhar:

SUICÍDIO DE JOVENS. O QUE ESTÁ HAVENDO?

      Neste setembro, volta-se, sob o simbolismo da cor amarela, a discutir sobre o suicídio e suas causas. Desta vez, com a constatação agravante do aumento de suicídios entre jovens, inclusive no Maranhão. Suicídios e...Saiba mais

  • Compartilhar:

O LEITOR IDEAL

          Hoje em dia, com tantas alternativas concorrentes, o hábito da leitura vai se esvaindo cada vez mais, não obstante as campanhas para cooptar leitores e a facilidade de encontrar livros que atendam às preferências...Saiba mais

  • Compartilhar:

NELSON GONÇALVES – 100 ANOS DA CHEGADA DO BOÊMIO

      Neste 21 de junho, o Brasil comemora o centenário de nascimento de Nelson Gonçalves, o Rouxinol, com notas musicais em todos os tons, pelos violões, guitarras, bandolins, sax, cavaquinhos, baterias, radiolas, vitrolas, discos, Cds, pendrives...Saiba mais

  • Compartilhar:

A CONTRIBUIÇÃO DA LITERATURA DISTÓPICA PARA A CIDADANIA ALERTA

      Não se trata de uma novidade surgida agora. Esse gênero literário já existe há muito tempo, representado em obras como Admirável mundo novo, de Aldous Huxley; 1984, de George Orwell; Farenheit 451, de Ray Bradbury; Laranja...Saiba mais

  • Compartilhar:

Lourival Serejo

O desembargador Lourival de Jesus Serejo Sousa nasceu na cidade de Viana, Maranhão. Filho de Nozor Lauro Lopes de Sousa e Isabel Serejo Sousa. Formou-se em Direito, em 1976, especializando-se em Direito Público, pela Faculdade de Direito do Ceará,
Saiba mais

Contatos

  • email
    contato@lourivalserejo.com.br

Endereço

Desembargador Lourival Serejo