Crônicas

FEMINICÍDIO, ESSA OUTRA PANDEMIA

     Ninguém sabe explicar como esse vírus está se propagando de maneira tão geral e tão rápida em todo o país. E o pior é que contra ele não tem vacina.    Não adiantou criar um tipo...Saiba mais

  • Compartilhar:

SETENTINHA

     Foi em 2001, pelo Segundo Caderno do jornal O Globo, que li a crônica de Zuenir Ventura com este título: Setentinha. Nessa crônica, escrita para comemorar seus 70 anos, o cronista descreve seu espanto e faz várias citações,...Saiba mais

  • Compartilhar:

JORNAL “CIDADE DE PINHEIRO” – CEM ANOS

     Cresci lendo o jornal Cidade de Pinheiro. Como pinheirense exilado em Viana, meu pai recebia mensalmente a edição desse jornal. Ele e minha tia-mãe liam-no avidamente para saberem notícias da terra que deixaram e dos parentes que ali...Saiba mais

  • Compartilhar:

O ANEL DE GIGES

     O último livro de Eduardo Giannetti trata de temas polêmicos, que têm origem na Academia de Platão: ética, justiça e injustiça? Para levantar esses debates, o autor usou uma fábula que dá título ao...Saiba mais

  • Compartilhar:

O JUDICIÁRIO E A AMAZÔNIA

     Ressalto, de início, a pertinência deste encontro para falar sobre a Amazônia, no momento em que ela arde pelo fogo da ganância e da omissão governamental; no momento em que os garimpeiros desordenados ameaçam a...Saiba mais

  • Compartilhar:

O TORMENTO DE DEUS

      Andava naquela idade em que se duvida de tudo, até de Deus. Sem aprofundar-se em lições teológicas, padre Eider me deu para ler um livrinho de autoria do frei Mateus Rocha, com o título “O tormento de...Saiba mais

  • Compartilhar:

A VOLTA DO PADRE MOHANA

     Parece que o jornalista Manoel dos Santos Neto acertou quando publicou seu trabalho biográfico sobre João Mohana com o título de “A ressurreição do padre”.      Para alegria dos seus amigos e...Saiba mais

  • Compartilhar:

OS LIVROS FALAM

  se no canto da página ainda grita rouca uma esperança renitente é porque o livro livra o sujeito de um predicado delinqüente Félix Alberto, Carta aos bárbaros.        Quando se pretende cativar alunos para o...Saiba mais

  • Compartilhar:

A AGONIA DAS LIVRARIAS

     Brasília ficou sem o melhor atrativo para mim, quase sem graça. E pensar que eu já tinha um plano para minha aposentadoria: um sábado por mês, tomaria o avião da madrugada e voltaria no vôo da noite. Essa viagem seria para...Saiba mais

  • Compartilhar:

O CUPIM DA REPÚBLICA

     Em recente pronunciamento, o ministro Edson Fachin foi enfático: “A corrupção é o cupim da República”.      Ao ler essa declaração, senti-me obrigado a comentar alguma coisa sobre...Saiba mais

  • Compartilhar:

FRATELLI TUTTI

     O papa Francisco tem contribuído ativamente com a divulgação de mensagens que servem para a conscientização dos povos, para a defesa de um mundo melhor para vivermos como irmãos, cada qual ostentando sua dignidade e exercendo...Saiba mais

  • Compartilhar:

SOLIDÃO

     As primeiras imagens que me aparecem quando ouço falar em solidão são a de um deserto e a do mar. Na primeira, vejo um beduíno perdido naquela imensidão de areia; na segunda, vejo um náufrago numa boia tentando ver alguma ponta...Saiba mais

  • Compartilhar:

Lourival Serejo

O escritor Lourival de Jesus Serejo Sousa nasceu na cidade de Viana, Maranhão. Filho de Nozor Lauro Lopes de Sousa e Isabel Serejo Sousa. Formou-se em Direito, em 1976, especializando-se em Direito Público, pela Faculdade de Direito do Ceará, em 198
Saiba mais

Contatos

  • email
    contato@lourivalserejo.com.br

Endereço

Desembargador Lourival Serejo