João Mohana: 90 anos

No mês de junho, no meio das homenagens a São João, comemoramos os noventa anos de nascimento de outro João, também canonizado pelos seus amigos e admiradores: JOÃO MOHANA.

O nascimento de João Mohana ocorreu em Bacabal, no dia 15 de junho de 1925. Seus pais, Miguel Mohana e dona Anice, eram libaneses e dedicavam-se ao comércio. 

Meus conterrâneos vianenses reivinjdicam parte da biografia de João Mohana, pelos quinze anos que a família morou em Viana, onde ele recebeu as primeiras aulas de teatro da professora Anica Ramos.

A passagem da família Mohana pelas terras vianenses foi sempre lembrada pelos irmãos Kalil e Ibraim, com recordações de fatos e pessoas com quem conviveram. João Mohana eternizou a cidade de Viana em seu premiado romance O Outro Caminho, todo ele passado entre a igreja da Matriz e a Casa Paroquial; entre a vocação do padre Eider e a tentação do pescoço de Viúva, a mulher que seduziu o jovem sacerdote.

Com o correr dos anos e os saltos da vida, João Mohana não pertenceu mais a Bacabal, a Viana ou a São Luís. Ele passou a pertencer a todo o Brasil, pela irradiação de suas lições orais e escritas que espalhou pela vastidão do nosso território. Sua agenda de conferencista era feita com mais de um ano de antecedência.

A bibliografia de João Mohana é composta de mais de quarenta livros, divididos em diversos temas: literatura (aqui abrangendo o teatro), religião, espiritualidade, psicologia e sexualidade. Algumas são específicas para a preparação e conservação do casamento, cuja fórmula dá título a um dos seus livros: Não  basta amar para ser feliz no casamento.

Na literatura, o ponto de destaque são os dois romances: O outro caminho e Maria da tempestade. Dentre as outras obras, destaco: Sofrer e amar, O mundo e eu, Plenitude humana, Amor e responsabilidade, Ajustamento conjugal e A vida sexual dos solteiros e casados. Alguns dos seus livros foram traduzidos para o espanhol, o alemão e o italiano.

Quando João Mohana passou a dedicar-se somente aos livros espirituais, tinha consciência de que iria suprir a escassez desse tipo de literatura, no Brasil, a qual, segundo dizia ao seu irmão Ibrahim, era puro "mingau sem açúcar". E realmente cumpriu com seu propósito e, nesse desempenho, prestou uma grande contribuição aos brasileiros de todas as religiões.

Atualmente, algumas obras de João Mohana são publicadas pelas Edições Loyola. É uma pena que os jovens não  procurem mais esses livros tão sérios e desafiadores para que todo cristão tenha uma vida plena e autêntica, com a orientação de um Cristo libertador. A ausência desse cultivo da interioridade leva o jovem a viver sem sentido e, no vazio existencial em que se atira, buscar o auxílio das drogas para iludir-se e tentar preencher sua carência.

Ao comemorarmos os noventa anos do nascimento de João Mohana, vinte anos após a sua morte, prestamos a merecida homenagem a esse sacerdote  que, no manejo da palavra e da pena, buscou demonstrar o poder da fé e do amor sobre o sofrimento e a necessidade de darmos um sentido à nossa vida e nos tornarmos verdadeiramente "criaturas humanas concluídas". 

  • Compartilhar:


Lourival Serejo

O desembargador Lourival de Jesus Serejo Sousa nasceu na cidade de Viana, Maranhão. Filho de Nozor Lauro Lopes de Sousa e Isabel Serejo Sousa. Formou-se em Direito, em 1976, especializando-se em Direito Público, pela Faculdade de Direito do Ceará,
Saiba mais

Contatos

  • email
    contato@lourivalserejo.com.br

Endereço

Desembargador Lourival Serejo